Quando há algo errado, procuramos um especialista para que ele possa descobrir qual é o problema. 

Após diagnosticar, ele vai receitar um remédio ou algum outro método para curar aquilo que está causando danos.

No caso de um diagnóstico empresarial, o raciocínio é bem semelhante.

Para as organizações, o diagnóstico é uma ferramenta que apresenta uma visão mais ampla, clara e precisa sobre diversos aspectos que envolvem a empresa.

Mas se você não sabe ou não conhece sobre o diagnóstico empresarial fique tranquilo, nós vamos te mostrar o que é e como funciona. 

O que é o diagnóstico empresarial?

Primeiramente, cabe explicar melhor o processo de elaboração de um diagnóstico empresarial sob o aspecto jurídico.

Trata-se de consultoria feita por profissionais da área, voltada à otimização dos procedimentos internos da empresa.

O objetivo do diagnóstico empresarial é avaliar as diversas operações de rotina da empresa e identificar riscos jurídicos operacionais. São analisadas, por exemplo, contratos com fornecedores, com clientes, funcionários, pagamento de tributos, contas a pagar, contratos de estrutura de informática  e etc.

Dentre os processos analisados, existem alguns que merecem especial atenção, pois a decisão possui impacto em um dos maiores custos do empreendimento: os tributos.

Análise preventiva

É característica típica de um trabalho de diagnóstico empresarial a adoção de medidas preventivas, reduzindo as chances de problemas antes que eles ocorram.

O diagnóstico empresarial, portanto, funciona à semelhança dessa manutenção preventiva: é uma ferramenta utilizada para identificar pontos de vulnerabilidades e corrigi-los antes que se tornem graves.

Vale observar que um problema tributário costuma ter um impacto muito grande nas finanças de uma empresa, pois normalmente o investimento envolvido costuma ser elev

Atenção a cada detalhe.

Até a escolha do tipo societário pode interferir na gestão empresarial

É interessante notar que o diagnóstico empresarial jurídico é uma ferramenta de grande utilidade em qualquer etapa do empreendimento.

Desde o início de suas atividades, a empresa deve tomar cuidado com a elaboração do contrato social e das alterações contratuais.

Entre outras situações típicas da rotina administrativa da empresa, a escolha do tipo societário mais adequado ao porte e à atividade empresarial é medida fundamental para atender a legislação e economizar com o pagamento de tributos.

Conforme o tipo societário escolhido e dependendo do tipo de atividade exercida, a empresa poderá obter benefícios fiscais que impactarão diretamente na lucratividade do negócio e isso fará toda a diferença no resultado final.

Além disso, a relação dos sócios entre si, critérios de transparência e governança corporativa, formas de dissolução da sociedade no caso de falecimento e apuração dos haveres, são pontos que precisam ser pensados desde logo.

Com o desenvolvimento das atividades, a quantidade de atividades que são reguladas por lei e têm impactos nos tributos, é enorme.

Para a correta análise da regularidade das diversas funções organizacionais e garantia de atendimento das exigências legais, a contratação de uma boa consultoria pode ser de grande ajuda ao empreendedor.

O diagnóstico empresarial resultará dessa análise aprofundada e permitirá a tomada de ações assertivas para resolver cada problema.

Benefícios de se fazer um diagnóstico empresarial

  • Entender quais áreas são mais importantes para o seu negócio 

Nem todo mundo se dá conta disso, mas cada empresa tem áreas mais importantes e, dependendo dessa importância, deve criar planos de ação e estratégias baseadas no que for mais prioritário.

  • Comparar o seu desempenho atual.

Normalmente existem duas comparações muito úteis aqui, com o seu desempenho mínimo recomendado e com o mínimo desejado. O ideal é que você esteja sempre acima de ambos, mas entender cada um desses níveis pode direcionar o que necessita de mais atenção e o que pode esperar um pouco mais

  • Descobrir o grau de maturidade da sua empresa 

Entenda se sua empresa está em um nível muito amador ou se já está madura o suficiente para buscar novos objetivos. 

Esse entendimento pode ajudar muito no estabelecimento de estratégias e propósito do negócio.

  • Entender o que precisa ser feito e onde.

Só saber o desempenho geral da sua empresa pode não ser suficiente, mas com o diagnóstico empresarial, é possível saber exatamente onde estão os erros e o que a sua empresa está deixando de fazer para chegar em um novo patamar de gestão.

O que se analisa em um diagnóstico empresarial?

Isso vai depender de empresa para empresa, mas de maneira geral, existem alguns itens que precisam ser analisados em qualquer negócio ou realidade, porque fazem parte das 5 grandes áreas da gestão. 

Eu vou separar quais são as principais áreas e sub grupos que são analisados. 

  • Estratégias de curto, médio e longo prazo e análise ambiental
  • Finanças como controle financeiro, planejamento financeiro, margem de contribuição, lucratividade e indicadores financeiros
  • Marketing envolvendo planejamento, mídias online, mídias offline e relação com clientes. 
  • Recursos Humanos, recrutamento e seleção, treinamento e desenvolvimento e retenção de talentos
  • Operações, processos, qualidade e logística. 

 

Considerações Finais. 

Realizado o diagnóstico empresarial, com a adequada identificação dos pontos fortes e vulneráveis, da legalidade e regularidade fiscal das operações comerciais praticadas, é possível verificar quais as necessidades da empresa e quais pontos devem ser analisados para que obtenham os resultados desejados. 

Caso você tenha ficado com alguma dúvida, você pode consultar uma empresa como a DIRETO Contabilidade, Gestão e Consultoria.

Mas, se você quer saber ainda mais sobre esse tema, mande um e-mail para: [email protected]

Que tanto eu, quanto outras pessoas da Direto, estaremos à disposição para bater um papo com você!

Por Ana Clara, departamento de Marketing do Grupo DIRETO.